Análise técnica do Mapa do Jornalismo Independente

November 27, 2019 0 By Luciana Pacheco

 

 

Por Luciana Pacheco, Carlos Freitas, Helena Trevisan, Gabriel Manzini e Renata Duffles.

Site: https://apublica.org/mapa-do-jornalismo/

Telefone: +55 11 3661 3887

E-mail: redacao@apublica.org

Regimes de publicação: Lançado em março de 2016, o Mapa do Jornalismo Independente é uma iniciativa da Agência Pública que reúne e dá visibilidade a veículos não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas. 

Quem faz: Além de ser um braço da própria Agência Pública, o próprio leitor pode indicar conteúdo e organizações para integrarem o projeto de mapeamento. Neste caso, o relacionamento com o público e “quem faz” se confundem, sendo o público um dos responsáveis pela publicidade e disseminação das pequenas mídias.

Por que é inovador? Fornece visibilidade a veículos não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas, com o objetivo de disseminar seu conteúdo.

Como foi estruturado o mapa do jornalismo independente?

A Agência Pública é uma agência de jornalismo investigativo e independente. Foi fundada em 2011 pelas repórteres Marina Amaral, Natalia Viana e Tatiana Merlino. Atualmente é dirigida por Marina Amaral e Natalia Viana.

Multiplamente premiada por ter produzido grandes reportagens sobre temas de interesse público[3], assume publicamente os objetivos de fortalecer o direito à informação, qualificar o debate democrático e promover os direitos humanos.

Agência distribui seu conteúdo gratuitamente, inclusive para outros sites e veículos republicarem suas reportagens, sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações.

Com reportagens de fôlego, pautadas pelo interesse público, nossas matérias foram republicadas no ano passado por mais de 700 veículos de comunicação sob a licença Creative Commons.

Critérios de Seleção: As organizações são escolhidas com base em quatro critérios: produção de conteúdo jornalístico; ter nascido na rede; criada a partir de projetos coletivos; não se resumir a blogs e sites não ligados a grandes grupos de mídia, políticos, organizações ou empresas. Saiba mais.

No nosso episódio de estreia,  nossos especialistas batem um papo a respeito do Mapa do Jornalismo Independente. Escute nosso podcast!